Terapia ManualTratamentoCefaleia tensional - Clinica CDM

12 de março de 20210

Cefaleia tensional

Cefaleia tensional: as supostas causas, sintomas, fatores que despertam a dor de cabeça.

Ainda, a diferença entre a cefaleia tensional e a enxaqueca.

E como a fisioterapia pode te ajudar.

Como esse tipo de dor é conhecida?

Tensão, contração muscular, estresse, comum, essencial e sem causa conhecida.

Esse tipo de dor é comum?

Todos esses nomes referem-se a um tipo de dor de cabeça comum. Essa dor impacta a qualidade de vida da pessoa que a sente.

Como a pessoa sente essa dor?

A dor é leve a moderada, porém constante e descrita como compressiva como se tivesse um capacete apertando a cabeça e pode afetar qualquer região da cabeça.

Afeta apenas 1 lado da cabeça?

Pode ser em ambos os lados. Mas nesse caso NÃO há episódios de vômitos e náuseas.

Como reconhecer se é enxaqueca ou tensão?

O fato de ser nos dois lados da cabeça, ampla direções e sem presente de ânsia e vômitos a difere da enxaqueca.

Porém, a pessoa pode ter enxaqueca  e também ter a cefaleia tensional.

Cefaleia tensional afeta qual idade?

Afeta qualquer idade.

Quem tem cefaleia tensional tem alteração nos  exames ?

Os exames de tomografia e ressonância estão dentro da normalidade e isso, pode desanimar o individuo de procurar ajuda, tendo que conviver com a dor.

Tem tratamento?

Mas não desanime tem tratamento sim!

O que deve se investigar em caso de dor de cabeça?

Esse tipo de dor vai além de contração da musculatura excessiva: pele, couro cabeludo, artérias e veias, meninges, musculatura da cabeça e do pescoço, seios da face, articulações temporomandibulares, dentes e gengiva.

Os mecanismos envolvidos para ser simplista são dor induzida por pressão a palpação do pescoço e região.  A pessoa fica mais sensível.

Além disso, você precisa fazer uma consulta no dentista para ver sobre o apertamento dentário. Quando tem uma ativação prolongada e continua de unidades motoras eles acionam alguns mecanismos e pode afetar o   nervo trigêmio.

O que pode desencadear a dor?

O déficit de hidratação, tensão elevada da musculatura da cabeça, pescoço e ombros, posições/postura inadequadas, ciclo menstrual, distúrbios do sono ou  excesso  dele, bruxismo, atividade mastigatória, consumo de determinados alimentos, exposição a luz, odores fortes e barulhos, estresse e a ansiedade pioram o quadro devido a contração muscular e acúmulo de toxinas, alterações climáticas com quedas bruscas de temperatura, não ingerir água o suficiente, abuso de substancias como cafeína, por se tratar de uma substancia  estimulante  do  Sistema  Nervoso  Central  e desidratante; analgésicos, tabaco e álcool.

Como a fisioterapia pode te ajudar?

Orientação ao paciente sobre o tipo de dor, mecanismos e fatores desencadeantes.

Além disso, a fisioterapia pode ser associada ao medicamento, com técnicas como:

  1. massoterapia;
  2. alongamentos;
  3. exercícios de relaxamento;
  4. terapias anti-estresse;
  5. aparelhos que induzem o alívio imediato de dor;
  6. ultrassom;
  7. crioterapia;
  8. exercícios de fortalecimento coluna cervical e torácica.

Estamos aqui para te ajudar!

 

O que é consulta fisioterapêutica

Ver o canal do youtube da Dra. Iranilda Moha Hoss

 

Leave a Reply