fisioterapiaTratamentoCuidados em casa para pessoas com mais de 50 anos - Clinica CDM

17 de novembro de 20190

Com o aumento da longevidade vem alguns desafios para o indivíduo e para a sua família.
O mundo atual exige que sejamos multitarefas, nos dividimos em casa, trabalho, filhos, estudo, lazer e assim, falta tempo para cuidar das pessoas que mais amamos.

O envelhecimento saudável por si só proporciona alterações no corpo, por exemplo, os passos e os reflexos ficam mais lentos, torna-se assim, mais perigoso caminhar sozinho, em especial, durante a noite. Ocorre um prejuízo na força muscular e na  mobilidade, com isso aumenta as chances de queda e dificuldade em levantar prontamente. Além disso,  aumenta o cansaço,  fadiga e as vezes o tédio.

Devido a preocupação com quem amamos, aos poucos tiramos a sua independência, não permitimos que ele vá as compras sozinho, evitamos que ele realize as atividades que antes era rotineira, como pescar, cuidar do jardim, ir ao baile, caminhar, jogar com os amigos e assim, existe a necessidade de um maior cuidado e tempo de dedicação para essa pessoa idosa.  Pode ser ainda mais desafiador quando tem doenças envolvidas nesse processo que necessitam de medicamentos regulares e controlados.

Muitas vezes ficamos divididos em relação a nossa própria família, nossa vida pessoal e nossos pais ou avós. Isso pode gerar um sentimento de culpa e impotência.

Nesse sentido, o fisioterapeuta capacitado pode ser um auxílio em proporcionar atividades que promovam maior independência e autonomia para a pessoa da terceira idade. Essas atividades,  pode favorecer o ganho de força muscular, melhor mobilidade de cintura escapula e pélvica, melhor equilíbrio e reflexo, previne complicações cardiorrespiratórias e uroginecológicas, ou seja, uma melhor qualidade de vida tanto para ele e quanto para toda a sua família.

Vale ressaltar que pequenos ajustes no local de moradia desse individuo na terceira idade pode fazer a diferença em protege-lo e favorecer o seu bem-estar. Alguns exemplos:

A disposição dos móveis, precisa ter uma larga passagem livre e  as bordas arredondadas ao invés de quinas. Existem protetores de quinas.

Os objetivos do dia-a dia devem estar em repartições mais baixas, para evitar subir. Se necessário, de preferência a subir na escada, evite banquinhos ou cadeiras.

Evitar ter tapetes, eles favorecem a queda. Se não consegue de jeito nenhum se livrar deles, procure fixa-los ao chão evitando que eles saiam do lugar.

De preferência a calçados que de o suporte adequado ao tornozelo, evite rasteirinhas e tamancos.

Coloque corrimão no banheiro ou em outro cômodo que seja necessário. Esse cuidado serve para todas as pessoas e independe da idade.

Tenha energia elétrica de fácil acesso ao se levantar da cama, talvez um sensor de movimento possa ser útil. Evite caminhar no escuro durante a madrugada, em especial, assim que levanta.

Entre tantas outras situações que difere de residência para residência.

Por isso, a consulta domiciliar é imprescíndivel, afinal onde passamos o mais tempo, em casa ou na clínica?

Tenha uma especialista cuidando de quem você mais ama!

Agende uma consulta!

Leave a Reply

https://www.clinicacdm.com/wp-content/uploads/2019/06/logo-versao-2-clinica-cdim2.png

Visite nossas redes sociais:

Visite nossas redes sociais:

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.