pós-operatório cirurgias plásticasAprenda a melhorar a circulação no pós-operatório - Clinica CDM

10 de julho de 20210

Aprenda a  melhorar a circulação no pós-operatório?

Após uma cirurgia plástica algumas atitudes são necessárias para melhorar a sua circulação sanguínea. O cirurgião prescreve o uso de meias ou cintas de compressão para ajudar na cicatrização e também para reduzir as chances de trombose.

A paciente sai do centro cirúrgico já com as meias e cinta compressora no tamanho adequado para o seu corpo. As meias elásticas podem ser usadas entre 10 e 20 dias dependendo do procedimento e é o cirurgião quem faz a liberação do seu uso.

Ainda o uso de botas pneumáticas serão prescritas durante o período hospitalar.

Além disso, a paciente deve exercitar sua circulação sanguínea para aumentar o retorno venoso e assim acelerar a velocidade da circulação do sangue. A fisioterapeuta prescreve exercícios com essa finalidade.

Como os exercícios atuam?

O exercício atua como uma bomba, que ajuda o sangue ir das pernas para o coração. Esses exercícios são simples, porém eficazes.

A fisioterapeuta Mestre Iranilda Moha orienta que  os exercícios devem ser iniciado ainda no hospital, com a paciente deitada, posteriormente, poderão ser feitos em pé.

Esses exercícios devem ser ensinados pela fisioterapeuta e repetidos pelo pacientes durante o período de repouso total ou absoluto (7 a 15 dias), dependendo do procedimento.

Exercício 1: No hospital, a paciente deitada deve movimentar seus pés para cima e para baixo fazendo os movimentos de dorsi e panti flexão, deve ser feito entre 30 a 50 movimentos em cada pé. Caso não consiga faça 10 movimentos, descanse 3o segundos e repita mais 2 vezes.

Exercício 2: Ainda no hospital e deitada, deve movimentar os dedos, flexionar e estender cada dedo do pé por 30 segundos, descanse e repita por 3 vezes.

Exercício 3: Após o 1 e segundo exercício, deve desenhar um círculo com a ponta dos pés, alternando a direção dos movimentos, faça entre 30 a 40 movimentos.

Exercício 4: Movimente as pernas. Flexione a coxa sobre o abdômen e estenda a perna para cima e então retorne a perna e também a coxa para posição inicial. Repita 10 vezes cada perna. No procedimento de abdominoplastia não faça esse exercício sem a supervisão da fisioterapeuta para não estender a região abdominal.

Exercício 5:  No ambiente domiciliar. Na posição em pé. Movimente as panturrilhas, ficando na ponta do pé e retornando  (estenda e flexione os pés) por 30 segundos. Faça SEMPRE com apoio das mãos em superfície estável para evitar quedas (no pós-operatório pode ter tontura ou queda de pressão repentina).

Para finalizar, a deambulação (caminhada) deve ser precoce. Caminhar 5 a 10 minutos dentro da própria residência. Jamais se expor no sol.

A realização desses exercícios não excluem o uso de meias e cintas compressivas.

Cada paciente deve ser avaliado individualmente, e o protocolo poderá ser ajustado e exercícios/atuação fisioterapêutica acrescentada.

Agende uma consulta fisioterapêutica

Leave a Reply

https://www.clinicacdm.com/wp-content/uploads/2019/06/logo-versao-2-clinica-cdim2.png

Visite nossas redes sociais:

Visite nossas redes sociais:

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.

Notice: Undefined index: username in /home/clinicacdm.com/public/wp-content/plugins/bold-page-builder/widgets/bb_instagram/init.php on line 36