TratamentofisioterapiaLesõesTerapia ManualEscoliose o que eu preciso saber? - Clinica CDM

16 de fevereiro de 20200

A escoliose é uma DEFORMIDADE da coluna vertebral. Pode ser no formato de S ou C. Essa alteração é tridimensional, com desvio lateral, inclinação e rotação de tronco.

A escoliose pode ser classificada como estrutural ou não estrutural.

Escoliose estrutural é deformidade óssea que está correlacionada tanto com problema congênito quanto adquirido e na maioria dos casos, é irreversível essa deformação.

Na escoliose funcional a estrutura óssea permanece preservada.  Nesses casos, “as alterações nas curvaturas da coluna surgem como manifestação secundária para compensar os desajustes causados por um distúrbio em outra parte do corpo”. Assim, com o tratamento adequado pode ser revertido.

Como eu sei, quando é estrutural ou não, a escoliose?

Essa parte deve ser feita por médico ortopedista ou neurologista que são as especialidades mais indicadas a realizar um diagnostico clínico, baseado em exames por imagem, raio x e testes ortopédicos específicos como o teste de Adam.

Vale ressaltar que o fisioterapeuta é um profissional da área da saúde capacitado para diagnosticar e tratar a escoliose não estrutural. O principal foco do fisioterapeuta é avaliar as disfunções que esse desvio lateral está causando e propor um tratamento para resolver o problema.

Quais sinais devo ficar atento, para saber se eu ou alguém que amo, tem escoliose?

A escoliose pode surgir em qualquer fase da vida, porém é comum o aparecimento da durante a fase de crescimento, no final da puberdade e se intensificar na adolescência. Nesse período, a progressão é mais rápida e acomete mais as meninas do que os meninos.

É mais comum ter escoliose na coluna torácica (região tórax), porém pode surgir na coluna lombar (parte final do tórax antes do quadril).

São sinais dessa disfunção:

  1. ombros desalinhados;
  2. quadris assimétricos e desnivelados;
  3. discrepância de membros inferiores (perna mais comprida que a outra);
  4. mamilos assimétricos;
  5. costelas e escapulas salientes em um dos lados do tórax.

Se você ou alguém com que você se importe apresentar alguns desses sinais, procure um médico para, primeiro entender qual é o problema e depois começar a resolvê-lo.

O que a pessoa com escoliose sente?

Quando essa deformidade está se desenvolvendo ela é assintomática, não apresenta sintomas. Entretanto, pode evoluir com aumento do desvio, inclinação e rotação da coluna, com isso, a pessoa pode sentir desconforto muscular, dor no pescoço e costas, podendo até ter comprometimento de raiz nervosa. Ainda a progressão da escoliose pode limitar a mobilidade da coluna e reduzir o espaço do tórax que abriga os órgãos dos sistemas respiratório e cardíaco e com isso, impedir o funcionamento adequado. Dessa forma, a pessoa que tem escoliose DEVE fazer acompanhamento com seu médico e seguir as orientações do fisioterapeuta para EVITAR a progressão.

Quem tem escoliose precisa de cirurgia?

Não. Apenas em casos mais graves, por exemplo, quem possui uma escoliose acima de 400 é cogitado a necessidade de cirurgia (curvatura maior que 500 tende a progredir mesmo após o crescimento).

O ângulo da escoliose (ângulo de Cobb) pode ser avaliado e mensurado pelo médico ou fisioterapeuta, a partir do exame de raio x que mostra o desvio e inclinação da coluna.

Os parâmetros nessa mensuração:

Até 100 é considerado um desvio normal da coluna. Entre 100 e 400 é orientado um tratamento conservador com a fisioterapia e uso de colete apropriado. Acima de 400 pode ser necessário a cirurgia para a correção e estabilização da coluna.

Como a fisioterapia pode ser útil no tratamento para escoliose?

A fisioterapia atua para resolver ou aliviar o processo da DOR. Atuando para

promover mais qualidade de vida e contribuir para melhorar a sua postura, e por consequência a sua imagem, melhorando assim a sua autoestima. Mas como? Um profissional competente, pode corrigir o desnivelamento, alongar o lado encurtado e fortalecer os grupamentos musculares encurtados, além de promover a estabilidade da coluna vertebral.

Mas para que isso aconteça é fundamental que o fisioterapeuta realize uma avaliação precisa e cuidadosa, para PRIMEIRO entender o problema, e somente se entender o real problema, TRATÁ-LO de maneira eficiente e adequada.

Afinal, é a escoliose que está causando a dor na sua coluna?

Leave a Reply

https://www.clinicacdm.com/wp-content/uploads/2019/06/logo-versao-2-clinica-cdim2.png

Visite nossas redes sociais:

Visite nossas redes sociais:

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.