LesõesImpacto Fêmoro Acetabular  - IFA - Clinica CDM

1 de março de 20210

Impacto Fêmoro Acetabular  – IFA

O impacto fêmoro acetabular, também conhecido como IFA é uma condição que acontece devido a relações anatômicas anormais ou patológicas do fêmur com o acetábulo na região do quadril e está associado a movimentos de repetição, o que isso induz a lesão de labrum (estrutura fibrocartilaginosa que reveste o acetábulo e entre suas funções está absorção de impacto) e também da cartilagem articular, sendo descrita como uma das precursoras da artrose precoce.

Quem tem esse tipo de lesão (IFA) pode ter o envolvimento dos seguintes componentes:

-retroversão acetabular ou redução da altura entre a borda lateral da cabeça e o colo do fêmur.

-secundário a fraturas do colo do fêmur com consolidação viciosa ou decorrer de osteotomias pélvicas que provocam o retrodirecionamento do acetábulo.

Os sintomas são dor intensa e profunda na parte anterior e lateral da virilha. Nesse caso, não dói ao toque ou pressão. O indivíduo sente a dor quando fica  na posição sentada por longos períodos.

O diagnóstico de IFA é um diagnóstico clínico feito pelo médico ortopedista embasado pelos sintomas típica associado aos sinais radiográficos (raio x) e ressonância magnética. Na fisioterapia a pessoa recebe outro tipo de diagnóstico o fisioterapêutico. Nesse caso, o que esse contato anormal entre o fêmur e o acetábulo causa na vida dessa pessoa. Na avaliação, o fisioterapeuta realiza um exame físico por meio de testes irritativos, ou seja, faz movimentos passivos e ativos, procurando a posição e o movimento que reproduza a dor que a pessoa sente.

Como a fisioterapia pode te ajudar?

O quadril é uma articulação sinovial e permite uma grande variedade de movimentos como flexão, extensão, abdução e adução, rotação interna e externa e circundação. O fisioterapeuta irá testar esses movimentos avaliando a mobilidade, amplitude desse movimento e principalmente se a pessoa consegue ou não fazer, se sente dor ou não. Em que momento sente dor, no início ou no final do movimento. Verifica se o comprometimento é apenas na articulação ou tem grupos musculares comprometidos também. A partir disso, o fisioterapeuta elabora o diagnóstico fisioterapêutico e também o tratamento que pode variar de indivíduo para indivíduo, mesmo que tenha o mesmo diagnóstico clínico de IFA.

Na sessão de fisioterapia, o fisioterapeuta trabalha para diminuir os sintomas, diminuir a dor, melhorar a congruência articular e assim, proporcionara qualidade de vida do portador de IFA. Pode realizar uma melhora na mobilidade articular, flexibilidade, reequilíbrio da função pélvica, fortalecimento da musculatura estabilizadora da área afetada e terapia manual para o reestabelecimento tensional dos músculos do quadril e da pelve. O fisioterapeuta possui capacitação em métodos e técnicas que atingem esse objetivo.

O que você não deve fazer se tem IFA?

Recomenda-se que não faça movimentos de quadril que tenham grandes amplitudes, principalmente o agachamento a 90 graus de flexão de quadril. Além disso atividades que envolvam chute, corrida e salto também são desconsideradas. Se você é um atleta, mesmo que de final de semana recomenda que primeiro realize a fisioterapia para depois voltar aos treinos.

O que é consulta fisioterapêutica

Ver o canal do youtube da Dra. Iranilda Moha Hoss

Leave a Reply