TratamentofisioterapiapsicologiaO que devo fazer para viver melhor? - Clinica CDM

5 de novembro de 20190

Você sabia que o cérebro está preparado para predizer as coisas e não apenas para reagir a elas?

Por isso, ele ativa memórias do passado para se antecipar e corrigir essas previsões. Isso resulta em uma emoção!
Mesmo que que você não perceba antes de agir, o seu pensamento já se manifestou em forma de uma emoção. Sendo assim, quanto mais você compreender  suas emoções, maiores são as chances de você fazer boas escolhas  (GEBRAEL, 2017).

Para a bióloga molecular Elizabeth Blackburn, premiada com o Nobel de Fisiologia e Medicina em 2009 e a psicóloga de Saúde Elissa Epel, criadoras da teoria biológica do envelhecimento, alguns comportamentos favorecem para acelerar o nosso envelhecimento. A prática de ter um pensamento negativo sobre as coisas, “o olhar o copo meio vazio”, hábito de sempre reclamar associado a hábito de ruminação. A ruminação é uma atitude de ficar remoendo na mente, ou ficar repetindo as histórias e situações  que te fazem mal.

Além disso, nutrir sentimentos de insegurança, inferioridade, comparação com outras pessoas e manter a ansiedade alta. A ansiedade é uma reação normal do organismo para nos manter em alerta diante do perigo. Desperta uma serie de reações em nosso organismo, como dilatar a pupila para melhorar a nossa visão diante do perigo, aumentar a frequência cardíaca e respiratória, para aumentar o oxigênio e nutrição dos tecidos. No entanto, quando essas reações tornam-se constantes podem trazer sérios prejuízos a qualidade de vida e saúde.

Vale ressaltar que as autoras acrescentam uma exposição ao estresse de forma constante, ou seja, crônico também favorece ao envelhecimento precoce, por exemplo, viver em um bairro perigoso e correr o risco constante de ser assaltado. Outro exemplo dessa cronicidade é ser assediado (sexual ou moral) com frequência e por muitos anos.

Ainda de acordo com Blackburn e Epel, a pessoa que não consegue se adaptar as mudanças na vida, seja a perda de emprego, uma aposentadoria precoce, a perda de um cônjuge ou um filho ou ainda uma mudança drástica socioeconômica.

Por outro lado, quando você tem um pensamento positivo, vendo “o copo meio cheio”, associado ao hábito de viver o momento presente, isto é, estar concentrado e manter-se consciente na atividade que está fazendo naquele determinado momento, além de aproveitar a companhia das pessoas ou animais ao seu lado.  Uma atitude assim, pode contribuir para autoconfiança, tomadas de boas decisões, desenvolvimento da resiliência,  facilita a ter um propósito bem definido para a vida, além de viver por mais tempo e melhor.

Para atingir esses objetivos existem vários mecanismos e recursos terapêuticos, tais como: exercícios físicos regulares, terapias anti-estresse, terapia craniana, psicologia, Microfisioterapia, reprogramação biológica, ioga e pilates.

Texto escrito pela fisioterapeuta dra. Iranilda Moha

Referências

EPEL Elissa; BLACKBURN Elizabeth. O segredo está nos telômeros, São Paulo- SP, editora Planeta Do Brasil Ltda, 2017.

GEBRAEL, Tatiana Abra seus olhos [livro eletrônico] /Tatiana Gebrael São Paulo: Buzz Editora, 2017.

Leave a Reply

https://www.clinicacdm.com/wp-content/uploads/2019/06/logo-versao-2-clinica-cdim2.png

Visite nossas redes sociais:

Visite nossas redes sociais:

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.