TratamentoSaiba como tratar a lesão do tendão de calcâneo - Clinica CDM

20 de maio de 20190

Saiba como tratar a lesão do tendão de calcâneo

A ruptura do tendão de calcâneo (calcanhar) é uma lesão que afeta a parte de trás da perna e ocorre mais comumente em pessoas que praticam esportes de impacto. A lesão é geralmente seguida por dor extrema e uma incapacidade de utilizar a metade inferior da perna, até mesmo para andar. A lesão pode ser desde um simples estiramento, passando pela lesão parcial ou total. Qualquer uma delas é debilitante e, se você for correr, ficar na ponta dos pés ou jogar qualquer tipo de esporte, vai ter dificuldade.

Saiba como tratar a lesão do tendão de calcâneo 1
Rear view shot of the highlighted joints in a runner’s foot

Podemos classificar genericamente as roturas do tendão de Aquiles em:

– Rotura total – na rotura total do tendão de Aquiles os tecidos rompem de uma forma completa, ou seja, o tendão fica “separado” completamente.

– Rotura parcial – numa rotura parcial do tendão de Aquiles o tendão não rompe completamente, ocorre apenas uma rotura incompleta. As roturas parciais podem variar bastante de gravidade de acordo com a extensão da lesão.

Os sinais e sintomas na rotura do tendão de Aquiles são:

Uma dor súbita e severa pode ser sentida na “parte de trás” do tornozelo ou da “barriga da perna”, muitas vezes descrita como “ser atingido por uma pedra ou um tiro” ou “como alguém a pisar na parte de trás do tornozelo”;

O som semelhante a um estalido alto pode ser ouvido;

Uma descontinuidade (“gap”) ou depressão (vazio) pode ser sentida e vista no tendão acima do calcâneo (osso do calcanhar);

Impossibilidade de se colocar em “pontas de pés” do lado afetado;

A dor inicial, edema (inchaço) e rigidez podem ser seguidas por contusões e fraqueza (não conseguir apoiar o pé no chão, caminhar).

As medidas seguintes são, habitualmente, instituídas quer coadjuvantes ao tratamento conservador, bem como complementarmente ao tratamento cirúrgico:

– Medicação;

– Fisioterapia;

– Calçado de apoio e ortóteses;

– Terapia de ondas de choque extracorporal;

O seu médico pode aconselhar o seguinte tratamento caseiro ou natural como complemento ao plano terapêutico instituído:

– Realizar repouso – deve realizar repouso nos períodos indicados pelo médico. Quando caminhar, se necessário, deve usar muletas para permitir marcha protegida com carga parcial;

– Fazer a elevação do pé – eleve o pé reclinando-o e apoiando-o para que fique acima da cintura, de modo a permitir a drenagem postural. Pode, por exemplo, deitar-se e posteriormente colocar o pé sobre almofadas para ficar mais alto.

www.clinicacdm.com

Leave a Reply

https://www.clinicacdm.com/wp-content/uploads/2019/06/logo-versao-2-clinica-cdim2.png

Visite nossas redes sociais:

Visite nossas redes sociais:

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.

Copyright para Clinica CDM. Todos os direitos reservados.